Pesquisar
Reciclagem de pneus é tema de debate na Comissão de Meio Ambiente

Meio Ambiente


10/7/2017

“Pneu usado é um tipo de lixo difícil de eliminar por não ser biodegradável e acumular grande volume”, explica o deputado Carlos Gomes (PRB-RS)
A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável discute nesta terça-feira (11) a situação das empresas de reciclagem de pneus no Brasil.
“Pneu usado é um tipo de lixo difícil de eliminar por não ser biodegradável e acumular grande volume”, explica o deputado Carlos Gomes (PRB-RS), que pediu a realização da audiência. “Se descartados em qualquer lugar, podem poluir rios ou servir de criadouros para mosquitos transmissores de doenças. Se queimados a céu aberto, liberam substâncias tóxicas.”
Por essas razões, uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente determina que, para cada pneu novo vendido, as empresas fabricantes ou importadoras deem destinação adequada a um pneu completamente fora de uso.
Segundo a Reciclanip (entidade que é parte da Associação Nacional da Indústria de Pneus para coleta de unidades inservíveis), desde o início do programa, em 1999, já foram recolhidas 4 milhões de toneladas de pneus.
No Brasil, os pneus inservíveis são reaproveitados de diversas formas, como combustível alternativo para as indústrias de cimento, na fabricação de solados de sapato, em borrachas de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais e tapetes para automóveis.

Debatedores
Foram convidados para discutir o assunto:
- o diretor-administrativo da Strasse Reciclagem de Pneus, Joel Custodio;
- a bióloga e gestora ambiental da Bon Fim Reciclagem, Vanessa de Lourdes Carvalho de Sousa;
- o gerente-geral da Racri Indústria de Reciclagem de Betim (MG), Marcelo Guadalupe Rezende;
- o diretor-executivo da Ecotires, Sérgio Sodré; e
- o diretor-executivo da Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Pneus, Milton Fávaro Junior.

Participação popular
A audiência será realizada no plenário 8, a partir das 14 horas.
O debate será interativo. Os cidadãos podem participar enviando perguntas e comentários pelo portal e-Democracia.

www.contato@sustentabilidadebrasil.com.br
(61) 99357-4803



fonte: Câmara Notícias

Marcas da Sustentabilidade